Artes, audiovisual e vice-versa


Capa do DVD do videoclipe diagramada pelo aluno Filipe Lima do projeto Com Com

Capa do DVD do videoclipe diagramada pelo aluno Filipe Lima do projeto Com Com

A implementação do audiovisual na escola é um assunto constantemente abordado em debates, conferências, fóruns, porém ainda são poucas as escolas que se propõem a este desafio. Isto porque esta atividade depende de muitos fatores não tão fáceis de serem providenciados. Equipamentos específicos, professores capacitados, espaço físico, tempo, isso tudo entranhado nos vários conteúdos que o professor tem por obrigação passar para o seu aluno. Realmente, não é tarefa fácil!

Muitas justificativas nos convencem que o uso do audiovisual na escola, torna a aula muito mais interessante, tanto para o aluno quanto para o professor. Segundo o cineasta Luiz Bolognesi, O audiovisual é uma ferramenta simples e barata capaz de ajudar a escola a se renovar, oferecendo aos alunos e professores a possibilidade de se expressarem, de aprenderem a trabalhar em grupo, de dominarem novos repertórios e sintaxes afinados com os novos tempos e, principalmente, desenvolverem pensamento crítico e valores éticos.

E foi assim que aconteceu no final do mês de julho de 2014, na escola Saulo Tarso Marques de Melo de São Vicente. Numa parceria entre a escola através da iniciativa da professora de Artes Amanda Amorim e o Projeto Com Com (Comunicação Comunitária), os alunos da escola e do projeto produziram juntos um videoclipe usando obras famosas da fase do Renascimento como a Monaliza de Davinci e “A última ceia” de Giotto. Os alunos da escola, vivenciaram as várias etapas necessárias para realização do videoclipe, desde a idéia, escolha das obras e música, produção de figurinos e para os alunos do projeto a responsabilidade de filmar e editar.

Como o audiovisual é ainda uma ferramenta nova na escola, os envolvidos mostraram no início certa resistência em passar por algum constrangimento. Porém, não demorou muito para se perceberem hipnotizados pelas várias possibilidades de criação. Pronto!

Com um resultado mais que satisfatório, os alunos aprenderam o conteúdo de uma forma divertida, inovadora e se convenceram de que são capazes de muito mais. Além de aprenderem o conteúdo, os alunos sentiram-se importantes e dispostos a realizarem outras atividades semelhantes.“Essa atividade, trabalhou a auto-estima dos alunos e eu nem reconheci alguns deles no vídeo! O resultado foi muito bom!” concluiu Vera Lúcia, diretora da escola.

Por, Juliana Finamore

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: