Oficinas Com Com: Educomunicação em foco


O Projeto Com Com (Comunicação Comunitária) está em atividade desde 2010 e durante estes quatro anos já formou dezenas de comunicadores comunitários. O segundo semestre de 2014 não poderia ser diferente,  com muita dedicação os educadores do Projeto ministraram e ainda estão ministrando oficinas, que tem como objetivo capacitar a comunidade para que ela seja autora e protagonista da informação que ela consome.

Só neste semestre já foram ministradas três oficinas. Em agosto a oficina de TV entrou em cena e entre alunos do nível básico e intermediário foram formados mais de 10 alunos. Em apenas um mês de oficina as aulas geraram três curtas metragens, que em breve estarão em nosso canal no Youtube.

Em outubro, foi a vez da oficina de jornal. Com mais de 15 alunos entre os níveis básico e intermediário os alunos produziram, em apenas um mês, uma edição especial do Jornal Morro Vivo! Viva o Morro! Que já será distribuído pela comunidade e está disponível em PDF aqui.

O mês de outubro não acabou e as oficinas de rádio estão em andamento. Ainda esta semana acontecerá a certificação desta turma e você pode vir conferir as produções realizadas durante o curso! O evento será  na próxima quinta dia 30/10 as 14h na Rua Faixa do Oleodulto, n 5A no Pinheiro do Miranda, em Cubatão (sede do Projeto Com Com).

E para fechar o ano de 2014, o Projeto preparou uma atividade alinhada ao nosso tempo. Nesta era da informação, estar conectado é essencial. Pensando nisso, no mês de novembro acontecerá uma oficina gratuita de redes sociais e você pode se inscrever aqui.

Gastar tempo e energia para formar comunicadores comunitários é a principal missão do Projeto. Fique atento! Sempre teremos novos cursos para te atender.

Artes, audiovisual e vice-versa


Capa do DVD do videoclipe diagramada pelo aluno Filipe Lima do projeto Com Com

Capa do DVD do videoclipe diagramada pelo aluno Filipe Lima do projeto Com Com

A implementação do audiovisual na escola é um assunto constantemente abordado em debates, conferências, fóruns, porém ainda são poucas as escolas que se propõem a este desafio. Isto porque esta atividade depende de muitos fatores não tão fáceis de serem providenciados. Equipamentos específicos, professores capacitados, espaço físico, tempo, isso tudo entranhado nos vários conteúdos que o professor tem por obrigação passar para o seu aluno. Realmente, não é tarefa fácil!

Muitas justificativas nos convencem que o uso do audiovisual na escola, torna a aula muito mais interessante, tanto para o aluno quanto para o professor. Segundo o cineasta Luiz Bolognesi, O audiovisual é uma ferramenta simples e barata capaz de ajudar a escola a se renovar, oferecendo aos alunos e professores a possibilidade de se expressarem, de aprenderem a trabalhar em grupo, de dominarem novos repertórios e sintaxes afinados com os novos tempos e, principalmente, desenvolverem pensamento crítico e valores éticos.

E foi assim que aconteceu no final do mês de julho de 2014, na escola Saulo Tarso Marques de Melo de São Vicente. Numa parceria entre a escola através da iniciativa da professora de Artes Amanda Amorim e o Projeto Com Com (Comunicação Comunitária), os alunos da escola e do projeto produziram juntos um videoclipe usando obras famosas da fase do Renascimento como a Monaliza de Davinci e “A última ceia” de Giotto. Os alunos da escola, vivenciaram as várias etapas necessárias para realização do videoclipe, desde a idéia, escolha das obras e música, produção de figurinos e para os alunos do projeto a responsabilidade de filmar e editar.

Como o audiovisual é ainda uma ferramenta nova na escola, os envolvidos mostraram no início certa resistência em passar por algum constrangimento. Porém, não demorou muito para se perceberem hipnotizados pelas várias possibilidades de criação. Pronto!

Com um resultado mais que satisfatório, os alunos aprenderam o conteúdo de uma forma divertida, inovadora e se convenceram de que são capazes de muito mais. Além de aprenderem o conteúdo, os alunos sentiram-se importantes e dispostos a realizarem outras atividades semelhantes.“Essa atividade, trabalhou a auto-estima dos alunos e eu nem reconheci alguns deles no vídeo! O resultado foi muito bom!” concluiu Vera Lúcia, diretora da escola.

Por, Juliana Finamore

As vozes sertanejas de Cubatão


Entrevista exclusiva com a dupla sertaneja Eri Costa e Dinho de Cubatão

Entrevista exclusiva com a dupla sertaneja Eri Costa e Dinho de Cubatão

Nascidos no Nordeste, mais precisamente no estado de Sergipe, os irmãos Eribaldo Vieira Costa (Eri Costa) e Josinaldo Vieira Costa (Dinho), vieram para São Paulo em busca de trabalho para conquistarem uma vida melhor. Trabalharam, constituíram família e paralelamente a essas conquistas, alimentavam um sonho antigo de crescerem também musicalmente.

Individualmente, Dinho teve experiências nos shows de calouros do Programa do Sílvio Santos e Eri Costa como locutor na rádio Cubatense, recebendo prêmio como locutor revelação, conhecido pelo bordão “Eri Costa do jeito que o povo gosta”.

Dentre as várias experiências artísticas, foi mesmo como dupla sertaneja que os dois se realizaram. Nesta brincadeira, a dupla de timbre grave e que tem a característica de cantarem música raíz, já caminha no meio musical sertanejo há aproximadamente 32 anos e há quatro anos lançaram seu primeiro cd com o título “Eri Costa e Dinho ‘Moça bonita’”.

Ouvintes assíduos das rádios paulistas, foi através dessas rádios que foram influenciados pelas músicas das renomadas duplas sertanejas Tonico e Tinoco, Jacó e Jacosinho, Cacique e Pagé, que tocava a todo instante. A dupla Eri Costa e Dinho trabalha suas composições com temas que caminham entre o amor, o respeito e a valorização da mulher, a valorização da cidade de Cubatão e a fé em Deus. Eles entendem que o amor e a história caminham juntos e é isso que deixa a composição das músicas muito mais interessante.

“Irmãos de sangue graças a Deus!” exclamam os dois e ainda relembram com orgulho do avô violeiro e acreditam plenamente que “o Dom vem do avô…”

Eri Costa e Dinho, é a dupla sertaneja Cubatense que aos poucos está conquistando seu espaço. E o projeto Com Com apóia esses grandes artistas da região.

Confira a galeria de fotos desta entrevista:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Novidade! Oficina de Redes Sociais


O segundo semestre do Projeto Com Com foi cheio de atividades. Tivemos Oficinas de TV, Jornal e Rádio! E para fechar as atividades do ano, o mês de novembro traz uma novidade para você. Oficina de Redes Sociais! unnamed Nela você vai aprender alguns segredinhos do Facebook, Twitter e Instagram e muito mais! Faça já a sua inscrição #Novidade #OficinadeRedesSociais

Inscrições abertas para oficina de Rádio


CLIQUE AQUI E SE INSCREVA!

Você perdeu as inscrições da oficina de Jornal? Trago-lhe uma boa notícia! Ainda da tempo de se inscrever na oficina de Rádio! Durante as aulas você aprenderá sobre Prática de Locução,  Preparação, Produção, Roteiro, Conhecimento Técnico sobre equipamentos e programas e muito mais! Não perca tempo.

Rádio A3

Informações:

*As oficinas são gratuitas e tem a duração de um mês;
*A idade mínima para participar é de 12 anos;
*Não existe idade máxima nem nível de escolaridade mínimo;
*Para certificação são necessários 75% de participação;
*As aulas acontecem terças, quartas e quintas-feiras das 14h às 17h.

Oficina de Rádio: Início dia 07 de outubro/Finalização dia 30 de outubro

Inscrições Abertas para oficina de jornal


CLIQUE AQUI E SE INSCREVA!

Para você que perdeu as inscrições da oficina TV, ainda da tempo de se inscrever na oficina de Jornal! Durante as aulas você aprenderá técnicas de texto jornalístico, técnicas de entrevista, pauta, noções de fotografia e diagramação e muito mais! Não perca tempo.

cursos-serra

Informações:

*As oficinas são gratuitas e tem a duração de um mês;
*A idade mínima para participar é de 12 anos;
*Não existe idade máxima nem nível de escolaridade mínimo;
*Para certificação são necessários 75% de participação;
*As aulas acontecem terças, quartas e quintas-feiras das 14h às 17h.

Oficina de Jornal: Início dia 02 de setembro/Finalização dia 24 de setembro

 

 

 

Oficina de TV muda olhar dos alunos


“Com a primeira aula, já dá pra começar

a se ligar mais na TV, a olhar a TV com outros olhos.

Se em um dia eu to assim, imagina no final do mês!!!”

Abraão Victor Ramos Araújo, 14 anos – aluno do curso de TV

Abraãoo

Abraão observando as orientações do educador Damião Nogueira

 

“Com a primeira aula, já dá pra começar a se ligar mais na TV, a olhar a TV com outros olhos. Se em um dia eu to assim, imagina no final do mês”.  Essa foi a primeira impressão que o aluno Abraão Victor Ramos Araújo teve ao participar da primeira semana de oficina de TV no Projeto ComCom.

No primeiro dia, o oficineiro Damião Nogueira falou sobre tipos de enquadramento, planos e ângulos com suas devidas nomenclaturas e os alunos já aproveitaram ao máximo anotando cada informação. Hoje o desafio é colocar na prática o que já aprenderam ontem. Os alunos estão usando os equipamentos e experimentando o audiovisual de verdade.

O aluno Abraão está animado e ansioso para cursar não só esta oficina, mas todas as outras que o Projeto ComCom oferece.

As oficinas acontecem terça, quarta e quinta-feira das 14h às 17h no espaço ComCom na rua Faixa do Oleoduto, nº 05 Pinheiro do Miranda em Cubatão. As vagas para o curso de TV já encerraram, mas ainda dá para se inscrever em jornal, rádio e redes sociais.

Para se inscrever clique aqui!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.